Explicando nossa Roteirização

Explicamos aqui as fases de uma roteirização avançada praticada em nossos Softwares Roteirizadores:

1-A Roteirização se inicia agrupando os pontos de visita (endereços) próximos, considerando a malha urbana ou rural. Isto é chamado de Agrupamento Inteligente. Vários fatores são considerados aqui.

2-Cada Agrupamento será uma Rota, e ela estará associada a um Tipo de Veículo e sua capacidade, ou a um Profissional e sua Jornada de Trabalho.

3-Para cada Rota criada, um Algoritmo irá calcular o menor Trajeto, em tempo ou distância.

A Roteirização Avançada às vezes é confundida com a simples Roteirização de Sequência de Paradas. Neste último caso, o software exige que o usuário passe o grupo de paradas que é calculado manualmente.

 

Veja as ilustrações abaixo.

Rotas Montadas.jpg
Rotas Montadas_edited_edited_edited.jpg

Agrupamento Inteligente

Cada Visita ou Parada para Coleta ou Entrega está associada à Coordenadas de Latitude e Longitude 

que permitem que o local seja conhecido dentro de um Mapa.

Um Algoritmo de Agrupamento irá juntar aqueles locais próximos considerando a (1)capacidade do veículo e ou (2) Jornada de trabalho do profissional (motorista, vendedor..), (3) Limite de Tempo para a Viagem (1 dia, vários dias), (4) tempo em serviço e em trânsito, etc.

Formação Inicial das Rotas

No exemplo ao lado, a Rota 1 é formada pelos pontos (endereços) E,F,G, enquanto a Rota 2 pelos pontos A, B, C, D.

Estas Rotas podem estar associadas a Veículos de mesmo tipo e capacidade ou não.

Da mesma forma podem ser executadas em um mesmo dia ou em vários dias ou semanas.

Rotas_edited_edited.jpg
RotaseTrajetos_edited.jpg

Formação das Rotas com Trajetos

No exemplo ao lado, são determinados os Trajetos de cada Rota, em nosso caso considerando os caminhos na malha Urbana ou Rodoviária

Temos em nosso Banco de Dados os tempos médios no trânsito de todas as vias e nos seus dias da semana (Observatório do Trânsito).

Desta forma calculamos o Tempo estimado de Chegada e Saída de cada Local.

Roteirização para Coleta ou Entrega de Mercadorias

Este tipo de roteirização tem como Limitantes as Capacidades dos Tipos de Veículos empregados. podem ser Limitantes: Volume, Peso, número máximo de entregas, tempo ou distância total de viagem, jornada de trabalho do motorista, zonas de restrição nas cidades, janelas de atendimento no cliente, restrições em veículos aceitos pelos clientes, etc. Alguns destes fatores são opcionais.

Roteirização para Visitas de Vendedores ou Serviços em Campo

A Roteirização para visitas, no geral,  não considera as Capacidades dos veículos, como volume e peso.  Por se tratar do tempo do profissional, as Limitantes são: o tempo em cada visita, tempo em trânsito,  Jornada de Trabalho, viagem de um ou mais dias, etc..

Rotas Fixas 

São várias as empresas que possuem Rotas Fixas, aquelas Rotas cujos pontos de parada são fixos durante dias da semana. Por exemplo, uma inspeção preventiva de equipamentos, tem uma rotina de  visitar os mesmos locais repetidamente em uma semana, mês ou até diariamente.

Outro caso é o de Transporte de Pessoas de suas casas ou pontos de ônibus ida e volta para uma fábrica, por exemplo.

Rotas Variáveis

São chamadas de Rotas variáveis aquelas que diariamente modificam os locais de parada (clientes). Como exemplo temos o caso do e-commerce em que os pedidos de entrega dependem da demanda dos clientes.

Outro caso, mas na área de serviços técnicos, é quando da manutenção corretiva de equipamentos, que acontece quando algum defeito é apresentado. 

Rotas Estáticas

São chamadas de Rotas Estáticas aquelas que são montadas antes da saída do Veículo e ou Profissional.  Geralmente as empresas de Distribuição de mercadorias fazem a captação dos pedidos, chamados de antecipados, até o final do dia anterior ao da saída dos veículos. Isto dará tempo de Roteirizar no final do dia, montar as cargas no período da noite ou madrugada e despachar os caminhões de entrega logo cedo no dia seguinte.

Rotas Dinâmicas ou Parcialmente Dinâmicas

Rotas Dinâmicas são aquelas montadas depois da saída do Veículo. O veículo vai seguindo uma sequência de paradas, sejam elas de entrega, coleta ou serviço, à medida que recebe os pedidos, chamados de imediatos. Um exemplo deste caso são os chamados de emergência para ligação de energia elétrica.

Existem também as Rotas Parcialmente Dinâmicas, com pedidos antecipados e imediatos. O Veículo sai com uma sequencia de paradas pré-estabelecida, e vai mudando a rota á medida que recebe pedidos imediatos, ou de alta prioridade.

Exemplos: transporte de valores, farinha para padarias, etc.