top of page

Roteirização de Veículos. O que é para quem pratica Logística?


Uma definição simples, exata e com exemplos para quem está entrando no mundo da logística.

Resultado da Roteirização uma Imagem Geográfica
O resultado de uma Roteirização com Rotas em Pétalas

1. Definição Geral


Trajeto, Caminho, Percurso, Itinerário, Circuito, Vias, Roteiro e Rota, palavras ligadas à mobilidade e transporte, são equivalentes?

Vejamos:


Qual Trajeto/Itinerário faz este ônibus?

Qual o Caminho/Percurso ele seguiu.

O motorista do caminhão desviou das Vias que tinham pedágio.

Quais são as cidades que fazem parte do Circuito das Frutas?

A Rota para o Sul está interrompida devido manifestações dos caminhoneiros.

Existem pelo menos dois roteiros para o litoral sul de São Paulo.


No sentido geral, são equivalentes!


Portanto, ainda no sentido geral, Roteirizar é a ação de encontrar um trajeto, caminho, itinerário, etc. entre um local de partida e um local de destino. Ainda é valido, dentro desta mesma definição, considerar também locais intermediários de passagem.


2. Definição para o Profissional de Logística


Porém quando pesquisamos nos livros de logística e transporte, e a prática dos profissionais da área, a definição de Roteirizar ou Roteirização se torna mais completa e rigorosa e envolve dois processos consecutivos:


1º. Processo – Agrupamento Inteligente é o processo de encontrar os Locais de Paradas próximos que possam ser visitados pelo mesmo veículo ou profissional e se torne um Bolsão ou Célula de Entregas ou Visitas. Este processo também está associado à capacidade do veículo quando se trata de mercadorias e a jornada de trabalho do técnico ou vendedor no outro caso. Em algumas empresas este processo também é chamado de Montagem das Cargas.


2º. Processo - Caminho Mínimo é o processo de determinar a melhor forma de sequenciar paradas em locais dispersos com o objetivo de coletar e/ou entregar mercadorias ou realizar visitas relacionadas com serviços técnicos, inspeções, etc. ou vendas. O Caminho Mínimo pode estar associado ao menor tempo ou menor km entre as paradas. Este processo, no contexto da Roteirização é realizado para cada Agrupamento do Processo 1.


Para exemplificar o processo de Roteirização consideremos um exemplo fictício de entrega de bebidas.

Imagine que tenhamos de entregar em vários locais, aqui representados pelos círculos numerados de 1 a 14, a quantidade em azul de bebidas (Figura 1). Também imagine que os veículos de entrega tenham a capacidade máxima de carga fixada em 15 bebidas e tenham uma jornada de trabalho de 8 horas cada uma. Todos saem de uma mesma base ou garagem representada pelo retângulo no meio dos círculos.


O problema de Roteirização simplificado é achar a menor quantidade de veículos que, obedecendo as restrições de capacidade máxima de carga dos veículos e jornada de trabalho de 8 horas, possam realizar a distribuição das bebidas em todos os locais especificados (1º. Processo)



Figura 1 - Os locais (círculos) e as quantidades de bebidas a serem entregues (números em azul).

A solução é apresentada na Figura 2 através de um conjunto de pétalas representando cada rota que deve ser percorrida pelos veículos. Neste caso teremos 5 rotas, correspondendo a 5 veículos.

No entanto, para completarmos a solução denominada de Roteirização ainda teremos de encontrar o menor caminho entre os locais (círculos) para cada uma das rotas (2º. Processo).




Roteiros de Entrega em Pétala
Exemplo de uma Roteirização em Pétalas


Figura 2 - As pétalas representando o trajeto de cada rota.


A Rota 1 visita os clientes 1,2,3 e 4 e possui uma carga total de 13 bebidas.

A Rota 2 visita os clientes 11, 12, 13 e 14 com carga de 7.

A Rota 3 visita apenas o Cliente 10 com carga de 8.

A Rota 4 visita os Clientes 8 e 9 com carga de 9.

A Rota 5 visita os Clientes 5, 6 e 7 com carga de 9.

Provavelmente a Rota 3 possui o Cliente mais distante, pois consegue apenas realizar uma entrega. Acontece o mesmo com a Rota 4. Os Clientes mais próximos da Base são aqueles da Rota 1.


3. Benefícios da Roteirização


Em poucas palavras, o 1º. Processo reduz o número de veículos ou técnicos/vendedores necessários para atender certo número de visitas enquanto o 2º. Processo reduz o custo associado a distância percorrida ou tempo. As economias serão dos insumos da frota como: combustível, pneus e outros quando o objetivo for distância mínima ou mão de obra quando tempo mínimo. No caso da frota terceirizada ambos os processos trarão economias no custo de frete. Existem outras vantagens da Roteirização exploradas em outros artigos.


4. Um engano comum: Roteirização e Caminho Mínimo


Muitos softwares oferecem Caminho Mínimo como Roteirização. Este Artigo tem como objetivo esclarecer sobre este fato.


Caminho Mínimo na Roteirização
Caminho Mínimo entre Pontos

Esta figura apresenta o caminho mínimo entre 2 pontos.


O Caminho Mínimo é valido quando você já tiver um conjunto de visitas já agrupado e desejar apenas colocar as paradas em uma ordem que resulte na menor distância ou tempo percorrid

Comments


bottom of page